Pesquisar

detritus toxicus

Curadoria de conteúdos

Categoria

Biologia

Ciência Hoje e Parque Biológico de Gaia

Ciência Hoje leva crianças e jovens ao Parque Biológico
de Gaia com 50% de desconto e transporte gratuito

Oferta válida para Novembro e Dezembro

Uma parceria entre Ciência Hoje e o Parque Biológico de Gaia vai permitir a infantários e escolas do Porto e de Vila Nova de Gaia visitas com 50% de desconto e transporte gratuito durante os meses de Novembro e Dezembro. Segundo este acordo cada visitante de uma escola do Porto, por exemplo, paga um euro por entrada e crianças de infantários de Gaia pagam €0,50. As actividades no Parque têm um desconto de igual valor ficando a um euro cada, grosso modo.

Para saber mais: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=56072&op=all

Dia do ADN

A 4.ª edição do Concurso Dia do ADN desafia os alunos do ensino secundário a questionar e a reflectir sobre a importância e as implicações sociais da investigação na área da genética, através da elaboração de um ensaio sobre a temática.
Associada à comemoração do Dia do ADN, internacionalmente celebrado a 25 de Abril, esta iniciativa tem por objectivo promover a reflexão e o debate sobre os temas da genética.
Este evento é promovido pela Sociedade Europeia de Genética Humana, em parceria com a Sociedade Americana de Genética Humana.
A entrega dos trabalhos termina em 25 de Abril. Os vencedores do concurso são anunciados na Conferência Europeia de Genética Humana, que se realiza em Amesterdão, em 28 de Maio.
Para mais informações, consultar:

The Human Ape – O Macaco Humano

Seremos assim tão diferentes dos macacos? Este documentário prova que as diferenças não são assim tão grandes.

Discovery Channel – A Evolução Humana

Excerto do documentário do Discovery Channel – “Before We Ruled The Earth” que aborda o modo de vida dos hominídeos. Excelente para as disciplinas que abordam o tema.

Genótipo

Conjunto de informação genética transportada num organismo. As recombinações entre cromossomas ocorridas na meiose conduzem a reformulações da informação transportada por cada cromossoma transmitida aos descendentes. Desta forma, cada descendente de um mesmo par, que recebe metade dos alelos de um dos seus pais, só tem uma probabilidade em duas de receber um dado alelo. Por esta razão, dois descendentes do mesmo par têm uma probabilidade ínfima de ter o mesmo genótipo. Nalgumas espécies (ratos, ratazanas) foram constituídas linhagens consanguíneas. Nestas linhagens, os indivíduos são homozigóticos em cada locus e, para um locus, possuem as mesmas formas alelas. Nestas linhagens, todos os sujeitos têm o mesmo genótipo. As variações interindividuais resultam de factores epigenéticos e do meio ambiente.

Hereditariedade

Conjunto dos processos que presidem à transmissão biológica e que assentam nas propriedades do património genético, ou genoma.
Estes processos são objecto de um ramo particular da biologia, a genética, e o seu papel nos comportamentos é objecto da genética comportamental ou psicogenética. Intuitivamente reconhecida ao fim de muito tempo pelo senso comum, tocada pelas semelhanças entre as gerações e depois postulada pelas grandes teorias da evolução, a hereditariedade foi em parte esclarecida no decurso de um século de pesquisas particularmente fecundas, que conduziram aos trabalhos, a princípio ignorados, de G. Mendel, por volta de 1865, até se chegar à descodificação do substrato químico da informação genética com F. Crick e ]. D. Watson em 1953, abrindo o caminho à genética molecular. Nas espécies de reprodução sexuada, a informação genética é veiculada pelos gâmetas macho e fêmea, e inscrita nos cromossomas, onde é codificada nas moléculas de ácido desoxirribonucleicoJl (DNA) cuja exploração e reprodução põem em jogo mecanismos de transcrição e de duplicação. A complexidade destes mecanismos e estruturas sobre as quais eles incidem já não permite hoje em dia conceber a hereditariedade como uma simples repetição do mesmo traço que seria activado pela presença de um gene particular. Ela é a expressão, no fenótipo, de uma dinâmica subtil onde as características observadas provêm na maioria das vezes da interacção entre múltiplos genes, com diversos estatutos e funções (genes de estrutura, genes reguladores), e que modulam sem cessar as influências do ambiente no qual o organismo se desenvolve. A margem de variação na actualização das potencialidades do genoma é consequentemente muito grande, particularmente nos aspectos comportamentais dos fenótipos. A parte da hereditariedade nos comportamentos e nas capacidades (inteligência, traços de personalidade, patologia mental) é desde há muito tempo objecto de debates em que as opiniões ideológicas contaminam frequentemente os dados objectivos, em prol de uma ignorância ou de uma simplificação dos conceitos, dos métodos e das aquisições da genética.

A Evolução da Vida na Terra

Pequeno excerto da série “Cosmos” de Carl Sagan, onde a evolução é descrita até ao ser humano. Excelente para as disciplinas que abordam o tema, como Psicologia A e Biologia.

Mendel e as Leis da Hereditariedade

Como se transmitem os caracteres físicos e as doenças de carácter genético que manifestamos? Este pequeno documentário constitui uma excelente forma de introduzir o estudo da genética.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: