REALIZAÇÃO

Manoel de Oliveira

ADAPTAÇÃO

Manoel de Oliveira

ARGUMENTO

Manoel de Oliveira, segundo a obra “Meninos Milionários”, de João Rodrigues de Freitas.

DIÁLOGOS

Manoel de Oliveira, Manuel Matos, António Lopes Ribeiro, Nascimento Fernandes

PRODUÇÃO

António Lopes Ribeiro
Portugal | 1942 | Preto e Branco| 35 mm | pb | 1937 mt* | 70 mn

POEMA

de Alberto Serpa

FOTOGRAFIA

António Mendes

ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA

Perdigão Queiroga e Cândido Silva

CENÁRIOS

José Porto

CENOGRAFIA

Silvino Vieira

CARACTERIZAÇÃO

António Vilar

DECORAÇÃO

José Porto

SOM

José Porto

ASSISTENTE DE SOM

José Porto

MÚSICA

José Porto

LETRA DAS CANÇÕES

Alberto de Serpa

ASSISTENTE GERAL

Manuel Guimarães

FOTÓGRAFO DE CENA

João Martins

MONTAGEM

Vieira de Sousa

INTÉRPRETES

Nascimento Fernandes (lojista), Fernanda Matos (Teresinha), Horácio Silva (Carlitos), António Santos (Eduardinho), António Morais Soares (Pistarim), Feliciano David (Pompa), Manuel Sousa (o “Filósofo”), António Pereira (o “Batatinhas”), Américo Botelho (o “Estrelas”), Rafael Mota (Rafael), Vital dos Santos (Professor), Manuel de Azevedo (cantor de rua), António Palma (Freguês), Armando Pedro (Caixeiro), Pinto Rodrigues (Polícia).

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

Fernando Garcia

ESTÚDIOS

Tóbis Portuguesa

ESTREIA

Edén Teatro – 18 de Dezembro de 1942

ORÇAMENTO

700 contos

PRÉMIOS

Diploma de Honra no II Encontro de Cinema para a Juventude, Cannes, 1961

Para saber mais:

http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/cinema/dossier/anjo_azul/aniki%20bobo.htm

http://www.citi.pt/cultura/cinema/manoel_de_oliveira/aniki_bobo.HTML

http://pt.wikipedia.org/wiki/Aniki_B%C3%B3b%C3%B3

Anúncios