Pesquisar

detritus toxicus

Curadoria de conteúdos

Mês

Janeiro 2013

b-on

A b-on ou Biblioteca do Conhecimento Online disponibiliza aos seus utilizadores o acesso a milhares de textos de referência, bem como e-books, de instituições de investigação e do ensino superior. Ideal para trabalhos de investigação, teses ou trabalhos acad
émicos.

Anúncios

Bubbl.us e o Processo de Brainstorming

O site Bubbl.us pode constituir uma interessante ferramenta de trabalho na sala de aula, na medida que permite a criação de mapas mentais à medida que se discutem ideias, num processo criativo. Fácil de utilizar e de grafismo atractivo, permite uma abordagem diferente ao processo de brainstorming.

Concurso extraordinário — Decreto-Lei n.º 7/2013

Foi hoje publicado em Diário da República o Decreto-Lei n.º 7/2013, que regulamenta um concurso externo
extraordinário com vista à entrada de novos docentes na carreira que satisfaçam as necessidades reais e permanentes do sistema educativo apuradas por grupo de recrutamento.

Destacam-se alguns artigos:

Artigo 2.º
Requisitos de admissão
1 – Podem ser opositores ao concurso os candidatos que reúnam cumulativamente os seguintes requisitos de
admissão:
a) Exercício efetivo de funções docentes com qualificação profissional, em pelo menos 365 dias, nos três anos letivos imediatamente anteriores ao da data de abertura do presente concurso, em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo decorrente da aplicação do Decreto -Lei n.º 35/2007, de 15 de fevereiro, e do Decreto -Lei n.º 20/2006, de 31 de janeiro;
b) Preencher os requisitos previstos no artigo 22.º do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 139 -A/90, de 28 de abril, doravante designado abreviadamente por ECD;
c) Ter obtido avaliação de desempenho com menção qualitativa não inferior a «Bom», nos anos a que se refere a alínea a), desde que o tempo de serviço devesse ser obrigatoriamente avaliado nos termos da legislação ao tempo aplicável.
2 – Aos candidatos que se apresentem ao concurso previsto no presente diploma não é aplicado o n.º 7 do
artigo 2.º do ECD.

Artigo 5.º
Âmbito das candidaturas
1 – Os candidatos ao concurso regulado pelo presente diploma são obrigados, a concorrer, no mínimo, a todas as vagas de um dos quadros de zona pedagógica referidas no artigo anterior, correspondentes aos grupos de recrutamento a que são opositores.

Artigo 7.º
Apresentação ao concurso interno
1 – Os docentes colocados ao abrigo do presente diploma são obrigados, para efeitos de colocação em quadro de agrupamento ou de escola não agrupada, a serem opositores na qualidade de docentes de carreira de quadro de zona pedagógica no primeiro concurso interno a ser realizado após a entrada em vigor do presente diploma, previsto na alínea a) do n.º 1 do artigo 5.º do Decreto -Lei n.º 132/2012,
de 27 de junho.
2 – Os docentes abrangidos pelo disposto no número anterior, concorrem ao concurso interno numa prioridade seguinte à última prioridade estabelecida na alínea c) do n.º 1 do artigo 10.º do Decreto -Lei n.º 132/2012, de 27 de junho.

Consulte todo o documento em http://dre.pt/pdf1sdip/2013/01/01200/0034900351.pdf

I Encontro Internacional da Casa das Ciências

O I ENCONTRO INTERNACIONAL DA CASA DAS CIÊNCIAS é uma iniciativa do PORTAL GULBENKIAN PARA PROFESSORES – Casa das Ciências.

Realiza-se dias 21 e 22 de Março de 2013 em Lisboa, nas instalações da Escola Secundária D. Dinis.

O Tema é: Recursos Educativos Digitais em Contexto de Aprendizagem.

A língua oficial do Encontro é o português podendo ser aceites comunicações em castelhano e inglês.

O Encontro está acreditado pelo CCPFC com o número CCPFC/ACC-72181/12 para 15 horas correspondente a 0,6 créditos. Veja mais informações no site do evento.

Profissionalização em serviço

A Universidade Católica em um novo curso de profissionalização em serviço. Os interessados deverão começar por consultar o Despacho n.º 867/2013.

Biblioteca Digital Mundial

A Bibliteca Digital Mundial disponibiliza online e de modo gratuito, com o apoio da UNESCO, milhares de entradas sobre aspectos culturais de diferentes países, um pouco por todo o mundo. Uma fonte inesgotável de saber a consultar.

CAFVIR2013: PRIMEIRA CHAMADA DE PARTICIPAÇÃO

 Lisboa (Portugal), 17-19 de Abril de 2013.
 IV Congresso Internacional sobre Qualidade e Acessibilidade da Formação Virtual 
 (CAFVIR 2013)

 Datas Relevantes:
•  Data limite de envio de trabalhos: 20/Janeiro/2013 •  Notificação dos autores: 09/Fevereiro/2013 •  Envio da versão final dos trabalhos aceitos: 18/Março/2013 •  Celebração do Congresso: 17 18 e 19/Abril/2013

O congresso esta sendo organizado por a Universidade de Lisboa, Virtual Educa e Universidades Sociais e entidades colaboradoras do projeto europeu ESVI-AL.

Áreas de interesse:
•  ACESSIBILIDADE DA FORMAÇAO VIRTUAL.(Educação virtual inclusiva. Metodologias de ensino e desenvolvimento curricular acessível. Campos virtuais acessíveis. Estandes de acessibilidade. Projeto para todos. Conteúdos virtuais acessíveis. Ferramentas para melhorar a acessibilidade).
•  ASPECTOS DOS ACADEMICOS E DOS CONTEUDOS (Adaptação, competências e estilos de aprendizagem. Qualidade de tutoria virtual. Qualidade dos conteúdos. Qualidade pedagógica em e- learning. Projeto de Qualidade de ensino. Qualidade e inovação docente. Simplicidade).
•  ASPECTOS GERAIS E DE GESTAO (Qualidade de informação virtual em contextos informais. Qualidade na educação virtual no universitário. qualidade na formação continuada. Qualidade e formação mista. Estandes de qualidade. Excelência em e-learning e modelo de segurança de qualidade).
•  ASPECTOS CULTURAIS E INSTITUCIONAIS (Aspectos culturais na qualidade. Qualidade como elemento de construção do EEES. Qualidade como elemento de Construção de um Espaço Comum de Educação Superior para Iberoamerica. Qualidade em e-learning e políticas educativas. Qualidade para inovação e mudanças institucionais educativas. Enfoque e estratégias de qualidade em diferentes países e culturas. A Qualidade para a internacionalização de e-learning).
•  ASPECTOS TECNOLOGICOS E AVANÇOS (Qualidade das plataformas de gestão de aprendizagem. Qualidade na formação basada na Web 2.0. Qualidade em mobile learning. Qualidade e Objetivos de aprendizagem. Qualidade, ontologias e Web para e-learning. Ferramentas informáticas para a segurança de qualidade. Requisitos técnicos para a qualidade de e-learning. Qualidade de software para e-learning. Qualidade dos jogos e simuladores para e-learning.
•  AVALIAÇÃO DE QUALIDADE (Auditoria de qualidade de informática virtual. Certificação da qualidade de informática virtual. Questionários de avaliação de qualidade. Avaliação da qualidade da Educação Superior virtual. Maturidade da educação virtual. Medidas de qualidade. Qualidade da avalição de conhecimentos).
•  CASOS PRATICOS (Recursos educativos abertos para a melhoria da qualidade e acessibilidade da aprendizagem virtual. Estudos de casos sobre qualidade e acessibilidade em e-learning).

Envios de trabalhos:
•  Os trabalhos deverão ser enviados através da web: web: https://www.easychair.org/account/signin.cgi?conf=cafvir2013
•  Deverá ser arquivos em PDF ou Word, e seguir o formato LNCS, disponível em: http://www.springer.com/computer/lncs
•  Poderão ser comunicações longas, com um máximo de 8 páginas, ou curtas com um mínimo de 4.
•  Se admitirão contribuições em inglês, espanhol ou português.

Teste de QI é “altamente enganador”

Medida de quociente intelectual não é suficiente para captar as diferentes capacidades cognitivas


Os investigadores criaram tarefas para medirem uma ampla variedade de capacidades cognitivas
Os investigadores criaram tarefas para medirem uma ampla variedade de capacidades cognitivas
Investigadores da Universidade Western do Canadá e do Museu de Ciências de Londres realizaram um estudo em que demonstram que medir a inteligência humana baseando-se apenas num teste standard de Quociente Intelectual (QI) é“altamente enganador”.
Mais de 100 mil participantes de todo o mundo foram submetidos – online – a testes de memória, raciocínio, atenção e capacidade de planeamento. Responderam também a questões acerca dos seus estilos de vida. Os resultados estão publicados na revista «Neuron».
O objectivo era analisar se realmente se podem medir capacidades cognitivas de uma pessoa com apenas um factor”, explica Adam Hampshire, investigador do Instituto de Cérebro e Mente da Universidade Western.
Os investigadores não acreditam que apenas o número de QI possa representar a capacidade que um indivíduo tem para recordar, raciocinar e pensar. Os resultados sugerem que os testes de QI que são utilizados há várias décadas têm “falhas básicas”, pois não têm em consideração a natureza complexa do intelecto humano.
A equipa desenhou uma série de testes com base em dados de estudos prévios realizados com scanners cerebrais. Assim, os investigadores criaram tarefas para medirem uma ampla variedade de capacidades cognitivas.


“Quando se analisa esta ampla variedade de capacidades cognitivas, as variações na execução dos participantes podem explicar-se em três componentes distintas: memória a curto prazo, raciocínio e habilidade verbal”, explicam os investigadores.

Para confirmarem os resultados, 16 participantes foram submetidos a ressonâncias magnéticas funcionais. Pôde, assim, observar-se as diferenças nas capacidades cognitivas e traçar-se um mapa das conexões neuronais envolvidas na actividade cerebral.
Os três componentes da capacidade cognitiva que se tinham achado previamente correspondiam a três padrões distintos de actividade neuronal. “Os resultados desmentem de uma vez por todas a ideia de que uma só medida como o QI não é suficiente para captar todas as diferentes capacidades cognitivas que existem entre as pessoas”, diz Roger Highfield, um dos autores do estudo.

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: