1098-1179, Alemanha

Hildegarda era proveniente de uma família nobre, tendo sido prometida à Igreja. Teve uma vida contemplativa enquanto abadessa, mas foi uma mulher extraordinária para o seu tempo: era escritora, poetisa, diplomata e compositora. Dela se diz que tinha visões, sendo possível que isso se devesse a enxaquecas:
Mesmo viva, era venerada como santa, e o seu biógrafo (Teodorico) assim a considerava. Os Papas Gregório IV e Inocêncio IX ordenaram processos de canonização, mas tal nunca chegou a acontecer, ainda que continue a ser venerada como santa.
A sua música caracteriza-se pelos fraseados curtos e repetitivos, naturalmente associados a textos religiosos.
Para saber mais:

Enhanced by Zemanta
Anúncios