Esta noção, introduzida por L. S. Vygotsky, traduz o facto de que, para este autor, existe uma relação estreita entre o desenvolvimento e as possibilidades de aprendizagern. Esta relação analisa-se segundo dois eixos. De um lado, existe um desenvolvimento actual da criança, tal como o podemos avaliar com a ajuda de provas, padronizados ou não. Por outro lado, existe um desenvolvimento potencial que pode ser estimado a partir do que a criança é capaz de realizar com a ajuda de um adulto, num determinado momento, e que realizará sozinha mais tarde. Esta capacidade potencial, mais ou menos de fácil acualização no decurso de uma interacção, corresponde à zona proximal de desenvolvimento. Nesta perspectiva, a aprendizagem torna-se um factor de desenvolvimento. 
M. Fayo
Anúncios