A consciência digital engloba a educação precisa sobre o poder das tecnologias digitais e uma apreciação positiva ao utilizar estas tecnologias, bem como a capacidade de desenvolver e manter relacionamentos significativos; apreciar a sua própria auto-estima, interagir com pessoas de qualquer idade, cultura e sexo de maneira respeitosa e adequada, e expressar emoções de forma coerente com seus próprios valores.
Podemos encorajar a consciência digital em nós próprios e nos outros:
Obtendo e comunicando informações rigorosas e educação sobre o uso responsável das tecnologias digitais;
Delineando claramente as consequências que derivam do abuso da tecnologia digital;
Ilustrando claramente que agora somos todos cidadãos digitais existindo numa comunidade global ou “aldeia global”;
Oferecendo apoio e orientação aos cidadãos digitais para explorarem e afirmarem os seus próprios valores;
Modelando emoções, atitudes e comportamentos saudáveis ao interagir digitalmente com terceiros; e
Promovendo e aplicando capacidades de tomada de decisões informadas e responsáveis a todos as tomadas de decisão digitais
A sociedade pode aumentar a comunicação e a prática da responsabilidade e sensibilização para segurança digital do século XXI, proporcionando acesso a uma educação abrangente e rigorosa e dando, a qualquer pessoa de qualquer realidade demográfica, oportunidades de receber essa informação.
As famílias, meios de comunicação social, escolas e universidades, grupos de jovens, agências comunitárias, instituições religiosas, os fabricantes de tecnologias digitais e outros negócios, assim como o governo – a todos os níveis – têm papéis importantes a desempenhar para garantir que todos os cidadãos digitais no bairro global têm conhecimentos para compreender e aplicar uma orientação necessária e uniforme para a promoção de uma boa cidadania digital e prevenir problemas sociais decorrentes do abuso das ferramentas digitais (doença digital).
A sociedade deverá encorajar a utilização orientada e supervisionada das tecnologias digitais até que o utilizador final mostre ser cognitiva e emocionalmente maduro o suficiente para ser considerado económica, moral e juridicamente responsável pelos seus actos e pelas consequências resultantes da utilização de ferramentas e tecnologias digitais. Esse apoio deve incluir a educação sobre:
A natureza pública das acções digitais;
A permanência das acções digitais numa sociedade digital;
Resistir à pressão social, da comunicação social, dos pares e parceiros;
Todos os membros da sociedade devem ser considerados um vizinho (digital);
Os benefícios de se abster de comportamentos sexuais através de ferramentas e tecnologias digitais; e
O potencial económico, as responsabilidades morais e legais do abuso digital.
A sociedade deverá também reconhecer que muitos cidadãos digitais utilizam as ferramentas e tecnologias digitais irresponsavelmente para gratificação instantânea. Portanto, todos os cidadãos deverão receber educação e materiais de apoio que os ajudem a compreender e avaliar claramente a sua própria preparação e consciência digital antes de usarem ferramentas e tecnologias digitais. O uso responsável de ferramentas e tecnologias digitais deve basear-se numa mentalidade universal e preventiva de que a actividade digital é pública e permanente, e que a interacção com outros cidadãos digitais através de meios digitais deve ser:
Consensual;
Não-exploradora;
Honesta; e
Legal
Se estiver interessado em subscrever esta declaração, por favor contacte o Projecto MiudosSegurosNa.Net
Anúncios