Pobreza absoluta: ausência de capacidade para satisfazer as necessidades básicas da vida e, por isso, a sua própria subsistência física; insuficiência em assegurar a existência ao nível mínimo de alimentação e habitação; têm-se aqui em conta os limiares de pobreza.
Pobreza relativa: prende-se com a privação dos padrões de vida e de actividades próprios de uma dada sociedade; trata-se de pessoas excluídas dos níveis de vida mínimos aceitáveis na sociedade em que vivem.
A noção de pobreza absoluta pode identificar-se com a miséria; a de pobreza relativa com a de desigualdade social.

António Teixeira Fernandes, “Formas e mecanismos de exclusão social”
Anúncios