Pesquisar

detritus toxicus

Curadoria de conteúdos

Mês

Novembro 2009

A História das Coisas

Excelente animação para explicar a sociedade de consumo e as consequências para o meio ambiente.

A Formação dos Estereótipos

Como se formam os estereótipos? Que características possuem?

http://static.issuu.com/webembed/viewers/style1/v1/IssuuViewer.swf

Guião de análise do filme Relatório Minoritário

Seremos livres? Ou estaremos marcados por um destino? Pode o destino ser mudado se o conhecermos? Relatório Minoritário, de Steven Spielberg, é um excelente filme para abordar o problema do livre-arbítrio em Filosofia.

http://static.issuu.com/webembed/viewers/style1/v1/IssuuViewer.swf

Futebol na net

Não tem SportTV? Está longe do país e não tem acesso aos canais nacionais? E no entanto gostaria de acompanhar o futebol nacional… Eis a solução:

http://rojadirecta.com
http://lmmslive.wordpress.com/

E muito mais!

Proposta do Ministério da Educação para revisão do Estatuto da Carreira Docente e Avaliação de Desempenho – 25 de Novembro

1) Estruturação da carreira docente:

Carreira única para os educadores de infância e para os professores dos ensinos básico e secundário;

Carreira com uma única categoria, sem divisão entre professores titulares e não titulares;

Desenvolvimento da carreira em 10 escalões;

Especialização funcional facultativa nos dois escalões do topo da carreira, para as funções de supervisão pedagógica, de gestão da formação, de desenvolvimento curricular e de avaliação, acessível, sob candidatura, aos docentes que possuam formação específica adequada.

2) Ingresso na carreira:

Ingresso na carreira dependente de qualificações adequadas, mérito e selectividade;

Selectividade no ingresso na carreira realiza-se através de uma prova pública de acesso e da aprovação no final de um período probatório de um ano, em que é obrigatória a observação de aulas e a avaliação da prática docente não lectiva

3) Progressão na carreira e sua articulação com a avaliação de desempenho:

Acesso ao escalão imediatamente superior mediante a conjugação dos seguintes elementos: tempo de serviço, formação continua ou especializada e mérito traduzido na classificação obtida na avaliação de desempenho, sem prejuízo da dimensão também formativa da avaliação;

O sistema de classificação e o regime dos efeitos da avaliação de desempenho continuarão a assegurar consequências efectivas da avaliação nas condições e no ritmo de progressão na carreira, sem prejuízo das adaptações necessárias à nova estruturação da carreira docente;

Independentemente dos normais ciclos de avaliação de dois anos, a avaliação com observação de aulas é condição de acesso ao 3.º e ao 5.º escalão, bem como ao 7.º escalão quando tal observação não tenha tido lugar em nenhum dos ciclos anteriores. Se ao docente não estiver distribuído serviço lectivo, a avaliação requerida para o acesso aos escalões referidos inclui um relatório elaborado pelo director da escola;
As condições de progressão na carreira promovem a necessária selectividade da progressão, como forma de estimular e premiar um melhor desempenho, mediante a fIxação anual de vagas para acesso ao 3.º, ao 5.º e ao 7.º escalão.

4) Distribuição de responsabilidades funcionais:

A atribuição de funções de coordenação, orientação, supervísão pedagógica e avaliação são reservadas aos docentes posicionados a partir do 4.º escalão da carreira, preferencialmente detentores de formação especializada e, de entre eles, sempre que possivel aos docentes dos dois últimos escalões que tenham optado pela especialização funcional. A Direcção de cada escola poderá, por motivo justificado, designar para as funções referidas no ponto anterior docentes posicionados no 3.º escalão, desde que possuam formação especializada para o desempenho das funções em causa.

5) Regime transitório:

Transitoriamente, aos docentes que actualmente se encontram posicionados nos índices 299 e 340 aplicam-se as regras de progressão previstas no Decreto-lei n.º 270/2009.

Computadores, Ferramentas Cognitivas

Desenvolver o pensamento crítico nas escolas

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 320
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-34173-0
Idioma: Português

A proposta apresentada por David Jonassen nesta obra tem como principal mérito contribuir para resolver uma das mais significativas questões relacionadas com o uso das tecnologias para fins educativos, isto é, a quase ausência de orientação clara e sustentada do ponto de vista teórico, sobre o que fazer, em concreto, com as tecnologias na Escola.

O que parece ser particularmente significativo não é a dispersão de sugestões de utilização em função do potencial de cada nova tecnologia, antes o afastamento de grande parte delas de princípios teóricos, nomeadamente os de teor construtivista ou socioconstrutivista.

Ora, é aí precisamente que se situa a principal contribuição do autor deste livro, ao propor, de forma organizada, sistemática e fundamentada em princípios sólidos de aprendizagem, uma visão muito clara, ainda que exigente, para o uso das tecnologias na aprendizagem.

A ideia em torno da qual Jonassen organiza a sua proposta é a do computador como ferramenta que ajuda a pensar, do computador enquanto ferramenta de pensamento.

Esta é, pois, uma obra que encerra uma visão particular sobre o uso das tecnologias, quando equacionadas em contexto educativo. Uma visão que valoriza sobretudo o seu lado instrumental ao serviço do desenvolvimento cognitivo dos indivíduos e, naturalmente, da sua capacidade de aprender.

Suspensão da Avaliação de Desempenho Docente

COMUNICAÇÃO À IMPRENSA

O Secretário de Estado Adjunto da Educação, Alexandre Ventura, recebeu hoje as organizações sindicais representativas dos professores e dos educadores de infância. Estas reuniões tiveram como objectivo acertar um calendário e uma metodologia das negociações, entre o Ministério da Educação e as organizações sindicais, para a revisão da Estrutura da Carreira Docente e a Avaliação do Desempenho Docente.
A calendarização e a metodologia da negociação ficaram acertadas e, neste contexto, as negociações terão início na próxima quarta-feira, 25 de Novembro.
O Ministério da Educação enviou hoje às escolas uma comunicação sobre procedimentos a adoptar no 1.º ciclo de Avaliação do Desempenho Docente, o qual terminará, como previsto, em Dezembro deste ano.
Em relação às alterações a introduzir no Estatuto e na Carreira Docente, recorda-se que o processo de revisão está em curso. Neste contexto, as direcções das escolas deverão aguardar a conclusão deste processo e as orientações que o Ministério da Educação enviará sobre a configuração futura da avaliação do desempenho.
Lisboa, 18 de Novembro de 2009.
o gabinete de comunicação

Ficha de registo de participação e exposição oral

Para efectuar registos diários da participação dos alunos.

http://static.issuu.com/webembed/viewers/style1/v1/IssuuViewer.swf

Convenção dos Direitos das Crianças

20 anos depois da aprovação da Convenção dos Direitos das Crianças, poder-se-á falar de um balanço positivo? Ou ainda há muito para fazer? Para ver o artigo da Euronews.

http://pt.euronews.net/2009/11/20/direitos-das-criancas-foi-ha-vinte-anos/

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: