Por princípio, não gosto de exibições infantis. Pequenos génios precoces merecem tanto a minha admiração (por parte dos filhos) como a minha reprovação (por parte dos pais dos ditos). A história, triste, de Joselito e de muitos outros joselitos ocultos deveria ser suficiente para o justificar.

E por outro lado, circula por aí um e-mail algures entre o sarcástico e o xenófobo em que se apresentam uns japoneses com extraordinários dotes motores. E como o tom do e-mail me desagrada mais do que a efectiva habilidade e, já agora, o trabalho, a persistência e o talento destes miúdos, cá fica um vídeo que é muito mais do que engraçado. E que deveria fazer pensar as cabeças de alho-chocho que por cá temos.

 

Anúncios