A base do riso poderá ter surgido num primata ancestral dos humanos e dos macacos actuais, sugeriu um estudo científico publicado na revista Biology Letters.

Cientistas descobriram que os orangotangos têm o sentido de empatia e mimetismo necessários a qualquer tipo de riso. As expressões faciais, tais como a boca amplamente aberta, foram encontrados e copiados por estes grandes primatas.

A velocidade com que os orangotangos capturaram esta expressão de riso fez crer que as suas manifestações são involuntárias.

A Dr. Davila Ross, uma das especialistas responsáveis pelo estudo, estudou 25 espécimes entre os dois e 12 anos e concluiu que, de cada vez que um gorila «sorri», o seu companheiro imita o gesto em apenas meio segundo.

«Nos humanos, o comportamento mimético pode ser voluntário e involuntário. Até à nossa descoberta, não havia a mínima pista de que os animais tivessem respostas semelhantes», afirmou a cientista à BBC. «O que ficou claro é que os blocos que ergueram o contágio emocional positivo se formaram antes da humanidade».

SOL com agências

Anúncios