Masoquistas ou doentes mentais?

Um pouco por todo o mundo fiéis querem experimentar a dor de Cristo, auto-flagelando-se e permitindo a sua crucificação.

Nas Filipinas, cujas imagens de pessoas ensanguentadas são conhecidas em todo o mundo, os devotos continuam a flagelar-se. Uns permanecem ajoelhados diante de cruzes enquanto são açoitados por crianças com varas de bambu. Outros, de caras tapadas por lenços, descalços, percorrem as ruas auto-flagelando-se.

Turistas de todo o mundo deslocam-se à pequena cidade filipina de Cutud para assistirem as estes rituais, que a igreja católica condena.

Imagens que também começam a surgir noutros países, como na Coreia do Sul, onde alguns devotos depois de chicoteados são crucificados.

Em Itália, alguns fiéis usam rolhas onde colocam pedaços de vidro para cortarem as pernas. Também em Itália, as procissões de encapuzados voltam a ser permitidas, ao fim de 40 anos. Estes actos de fé, durante a Semana Santa, muito semelhantes aos que se realizam em Espanha (…).

Publicado no JN

Anúncios
Categorias: Etiquetas:

1 Comment

  1. Hipócritas. São os primeiros a censurar os sádicos e os masoquistas, com os seus cabedais, chicotes e ganchos. E depois divertem-se assim, em plena praça pública. Mas quem julgam que são? Só eles é que se podem divertir? Se for em nome de Deus é legítimo? Que injustiça. Cá para mim, aproveitam-se destes festivais de crendice para exteriorizarem as taras. Ao menos gozam.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s